segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Ipê Amarelo

Ipê Amarelo


De



As flores amarelas

do Ipê amarelo

banham o raiar do dia

e sorriem...

Sorriem desafiando

nuvens cinzas de amarguras

sorriem dissipando chuvas de agruras

sorriem trazendo os sóis de venturas

Assim me recebem

as flores amarelas

do Ipê amarelo...

Vigia da minh'alma



Não há como não amá-las:

as flores amarelas do Ipê amarelo!

3 comentários:

mangela disse...

É engraçado esta vida, estava procurando uma poesia sobre ipê amarelo,para um amigo..e vim exatamente aqui em seu site nobre poeta, como sempre está de parabéns.
Um abraço da mangela.

Leila Souza disse...

Linda Poesia!
Partilho com você do ecantamento pelas flores amarelas do ipê amarelo!
Ele também é vigia de minh'alma!
Tomei a liberdade de colocar esta poesia em meu blog... devidamente identificada com o autor, claro.
Abraços.

jiphotographie disse...

Olá!!!
Teus poemas são belissimos...
Usei um deles combinado com uma de minhas fotos, tudo bem?!
Obrigada!
Beijo..